Menu

Blog

27 de Dezembro de 2017

Anna Valdez traduz aconchego e intimidade em suas pinturas



Cores vibrantes, plantas e tecidos, tudo isso pode caracterizar as pinturas de Anna Valdez. A americana mantém a autenticidade e coerência entre seu trabalho e suas referências, e ainda enche os olhos de quem se depara com seu trabalho.







Formada em antropologia, Anna acredita que é possível sim recriar a vida das pessoas e suas histórias através de artefatos pessoais.





Na série Still Life, ela retrata o seu próprio ambiente – mais especificamente seu atelier – e coloca muito de si em cada pintura, mesmo retratando apenas objetos, plantas e tecidos. “Eu estou pintando meu ambiente, então tudo é autobiográfico se pensarmos por esse lado” diz.







“Não é preciso retratar a figura de forma literal, você está usando o ambiente para construir a narrativa”.







Olhar para as pinturas é entrar na intimidade de sua criadora e sentir o aconchego do seu universo. As plantas dão a sensação de casa de vó – aquele sentimento nostálgico, com cheirinho de bolo –, mas as cores vibrantes e a mistura de padrões mostram que, no final, Anna é apenas uma garota tentando encontrar o seu lugar no mundo.





Sobre o autor

Renauxview

Comentários

Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades da Renauxview

Fique tranquilo nós também odiamos spam ;)