Menu

Blog

03 de Maio de 2017

Tingimento natural e estampa botânica são o diferencial da Mattricaria



Aos poucos o slow fashion entra no cenário nacional e cada vez mais vemos consumidores em busca de opções sustentáveis, mas que também tenham informação de moda. Uma das opções mais legais que encontramos até agora é o que a Mattricaria faz.

Utilizando corantes e pigmentos naturais para tingir tecidos, e folhas, flores e raízes para imprimir estampas botânicas, a iniciativa promove o resgate de técnicas artesanais tradicionais e explora a biodiversidade do cerrado brasileiro.

Aos poucos, esses métodos têxteis tradicionais ganham espaço e essas práticas voltam à cena pelas mãos de produtores e consumidores que buscam sustentabilidade, e relações de respeito à natureza e ética no consumo.



A linha de corantes é desenvolvida através de extratos naturais (como urucum, açafrão, espinafre, romã, acácia, jatobá, entre muitas outras!) pela criadora do projeto, Maibe Maroccolo.

Lá em 2007, Maibe foi estudar Desenvolvimento Sustentável na London College of Fashion e quando voltou resolveu criar a Mattricaria. Junto com cooperativas de artesãos têxteis do Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais, ela mapeou as plantas tintórias do cerrado e começou a recriar receitas tradicionais para seus pigmentos e corantes.



A iniciativa que nasceu com o intuito de ser uma marca de slow fashion acabou se tornando uma iniciativa muito mais abrangente. Hoje, a Mattricaria oferece produtos nas linhas feminina, infantil e masculina, serviços de tingimento natural e projeto de pesquisa para marcas, além de um circuito de oficinas que repassam todo o conhecimento para quem tem interesse na área. Abaixo, você confere algumas fotos do projeto:





Sobre o autor

Renauxview

Comentários

Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades da Renauxview

Fique tranquilo nós também odiamos spam ;)