MENU

Não estamos numa fábrica, não são panos o que fazemos.

Nosso trabalho é estar presente, ser e sentir o agora; escrutinar o horizonte, reconhecer rumos, antecipar e reproduzir o que está por vir.

Na plenitude desta atenção, deixamos que o cheiro do algodão invada nossas narinas, que o sussurro dos filatórios estire nossa percepção, que o zunido de urdideiras recrie músicas em nossas mentes, que o batuque dos teares desta oficina nos faça dançar num baile de criatividade e esmero.

Compreendemos que o que fazemos é arte: fiamos o insumo de composições coloridas, urdimos molduras de harmonia e, em nossa TEARIA, tecemos versos que se auto explicam.
Simulando emoções tramadas em Jacquard, estampadas em padronagens, vestidos de fio tinto ou cru, cada rapport escreve um verso que expressa, desvenda e revela o que de fato coletivamente criam: poemas têxteis

Lançamentos

  • BROER
  • HAVIÊ
  • MELB
  • TODZ 7
  • TOLIT 2

Coleção completa

  • BANÊ
  • BROER
  • CLIPP
  • DAWÊ
  • HAMÊ
  • HAMÊ MESCLA
  • HAVIÊ
  • LIARA
  • LIARA STRETCH
  • LINTÊ
  • MANÊ
  • MELB
  • MENAP
  • RAYMI
  • TIMBÁ/TIMBÁ 2

Largura:

Peso:

Construção:

Variante:

Largura:

Peso:

Construção: